Técnicas No Poo / Low Poo | O guia dos Polvilhos

Por mais que algumas pessoas só associam estas técnicas aos shampoos, o assunto é bem mais complexo e pode influenciar TODOS os seus produtos capilares. 


A ideia geral e resumida diz sobre o uso de produtos sem determinados componentes químicos que os tornam mais suaves, não agridem (ou agridem menos) e não comprometem a saúde do cabelo no longo prazo. Os shampoos limpam sem ressecar, e máscaras (entre outros produtos e tratamentos) não pesam ou "encapam" os fios.
Estas técnicas surgiram voltadas para os cabelos cacheados, pois os shampoos sem sulfatos, por exemplo, limpam a sujeira sem ressecar os fios, o que ajuda a manter a hidratação e facilita a modelagem dos cachos, que ficam definidos e saudáveis. Cabelos cacheados costumam ser naturalmente mais ressecados devido a sua estrutura em espiral que dificulta a oleosidade produzida pelo couro cabeludo de chegar até as pontas.

É claro que depois de pouco tempo os cabelos tingidos e danificados começaram a perceber as vantagens de produtos mais suaves e com menos químicas. As colorações duram mais e os danificados recuperam melhor. A verdade é que não há contra-indicações.

Shampoo Low / No Poo

A grande motivação para usar shampoos mais suaves ou abolir de vez o uso de shampoo é a necessidade de se limpar os cabelos, mas sem danificar ou agredir os fios. Cabelos coloridos / cacheados são muito mais sensíveis ao uso de shampoos mais fortes.

- Low Poo: shampoo mais suave, normalmente faz menos espuma por não conter, principalmente, os Sulfatos. Essencialmente, não devem conter além dos sulfatos, silicones e petrolatos (parafina, vaselina, óleo mineral). Alguns mais completos também não contêm parabenos, sal (cloreto de sódio) e corantes. Parabenos não são proibidos, mas muitas pessoas têm evitado em virtude dos riscos relacionados à saúde. São liberados alguns silicones insolúveis e agentes de limpeza menos agressivos.

- No Poo: utilização zero de shampoo. Aqui, o shampoo é substituído apenas pelo uso do condicionador, ou produtos específicos e similares, identificados para Co-Wash, que é claro, também devem ser livres de componentes proibidos. Condicionadores possuem bem menos químicas pesadas (normalmente já não possuem sulfatos) e fazem um trabalho razoável limpando os fios e o couro cabeludo.

Outros produtos e tratamentos

Condicionadores, máscaras, ampolas, finalizadores e leave-ins, enfim, todos os outros produtos também podem ser considerados liberados para Low / No poo ou não, e isto é fundamental para que tudo dê certo e o seu cabelo melhore, e não piore.

Seguindo a mesma lógica dos shampoos, basicamente não devem conter silicones (veja melhor a questão dos silicones abaixo em 'Componentes') e petrolatos (parafina, vaselina, óleo mineral). Sulfatos são agentes de limpeza, então é bem difícil encontrá-los em máscaras e tratamentos, mas vai que né, a regrinha é a mesma e não são liberados. Também podem não conter parabenos, sal (cloreto de sódio) e corantes.

Precisamos saber disso porque se usamos um shampoo Low Poo com uma máscara convencional, que tenha por exemplo parafina, este shampoo que é sem sulfato pode não conseguir limpar a parafina e ela vai acumular no fio, encapando ele e impedindo que outros nutrientes penetrem.

Então sempre confirme na embalagem ou no rótulo de qualquer outro produto os componentes:

Componentes

Vou tentar passar características mais precisas dos itens normalmente descartados nestas técnicas, para que quando você se deparar com os termos "Sem sulfatos/petrolatos/parabenos" nas embalagens, você saiba exatamente o que isso muda na sua vida capilar.

Sulfatos

Normalmente são mencionados logo depois da água na composição, com os nomes de Sodium Lauryl Ether Sulfate (SLES) ou Sodium Laureth Sulfate (SLS).

Atenção para os termos sulfate, sulfato, sulfonato, sulfonate, sulfoccinate, sulfoacetate. Os sulfatos são os detergentes do shampoo, derivados do petróleo. São, portanto, os responsáveis pela limpeza e são eles que fazem a espuma.

A quantidade utilizada é dita "segura" pois associa-se ao uso rápido e enxague total do shampoo. Mesmo assim, há várias discussões abertas sobre SLS causarem câncer, discussões que hoje são tratadas como mito.

O fato é que os sulfatos fazem TÃO bem o trabalho deles, que limpam não somente a sujeira e poluição dos cabelos, como também os óleos e nutrientes naturais do nosso couro cabeludo. Então toda aquela vitamina que você toma para o cabelo pode estar indo pelo ralo toda vez que você lava com um shampoo com sulfatos. Cabelos secos, ficam ainda mais ressecados. Colorações saem mais rápido.

Passar a usar shampoos sem sulfatos no dia a dia (principalmente em cabelos lisos e oleosos como o meu) não é algo cujos efeitos são percebidos rapidamente. No começo você percebe que o seu cabelo embaraça menos durante a lavagem, que no fim das contas evita a quebra do processo de desembaraçar. Cabelos coloridos sentem os benefícios mais rapidamente, pois a limpeza mais suave ajuda a segurar a cor.

Fonte: http://sulfatefreeshampoos.org/

Petrolatos

Componentes utilizados por conferir maciez imediata ao fio, porém a um preço alto. A maciez promovida pelos petrolatos é considerada como "maquiagem", uma vez que não existe nenhum fator hidratante/nutritivo (vitaminas/proteínas/ácidos essenciais) de fato neles. O que eles fazem é criar uma película impermeável que evita que se perca a hidratação, deixando o cabelo superficialmente macio.

O outro lado desta "impermeabilização" criada pelos petrolatos não é tão interessante, pois ela encapa os fios não permitindo que outros nutrientes penetrem na fibra, o que agrava a saúde do cabelo quando essa hidratação acaba. Esta capa formada também pode se acumular com o tempo (se não removidos corretamente) e causar entupimento dos bulbos capilares e atrapalhar o crescimentos dos fios.

Alguns nomes: Paraffinum liquid, Mineral Oil / Óleo Mineral, Petrolatum, Vaselin / Vaselina, Isoparaffin / Isoparafina, C12-20 Isoparaffin, C13-14 Isoparaffin, Isododecane, Isododecene, Dodecene, Dodecane, Alkane.

Silicones

Com a função de adicionar sedosidade, brilho e emoliência aos cabelos, os silicones são usados como agentes condicionantes em inúmeros produtos e são para mim os mais polêmicos, porque alguns são derivados do petróleo e levam aos mesmo efeitos negativos dos petrolatos. Então a real, é que nem todo silicone é proibido.

Mas a grande diferença está entre os silicones solúveis em água e insolúveis. O No Poo permite apenas o uso de silicones solúveis, enquanto o Low Poo permite alguns insolúveis. Os silicones insolúveis precisam, desta forma, de shampoos para serem removidos dos cabelos (por isso até que são proibidos para No Poo, uma vez que não se utiliza shampoo nesta técnica).

Você pode identificá-los muitas vezes pelo sufixo "-cone" e "-siloxane". Mas segue uma listinha:
- Solúveis (liberados para Low / No poo):
Dimethicone copolyol
DEA PG-Propyl PEG/PPG-18/21 Dimethicone
Dimethicone PEG-8 Phosphate
Dimethicone-PG Diethylmonium Chloride
Hydrolyzed Silk PG-Propyl Methylsilanediol Crosspolymer
Hydrolyzed Wheat Protein Hydroxypropyl Polysiloxane
Hydrolyzed Wheat protein/hydroxypropyl polysiloxane and cystine/silicone co-polymers
Hydrolyzed Wheat Protein PG-Propyl Silanetriol
Lauryl methicone copolyol
PEG-40/PPG-8 Methylaminopropyl/Hydropropyl Dimethicone Copolymer
PEG/PPG-20/15 Dimethicone
PEG-12 Dimethicone PEG/PPG-20/15 Dimethicone
PPG-8 Methylaminopropyl, Hydroxypropyl Dimethicone Copolymer
PEG-7 Amodimethicone
PEG-8 Disteramonium Chloride PG-Dimethicone
PEG-33 (e) PEG-8 Dimethicone (e) PEG-14
Silicone Quaternium-8

- Insolúveis (liberados apenas para Low poo):
Amodimethicone
Behenoxy Dimethicone
Bis-Aminopropyl Dimethicone
Bis-Cetearyl Amodimethicone
Bis-Phenylpropyl Dimethicone
Cetearyl methicone
Cetyl Dimethicone
Cyclomethicone
Cyclopentasiloxane
Dimethicone
Dimethiconol
Dimethicone Crosspolymer
Dimethylpolysiloxane
Diphenyl Dimethicone
Hexamethyldisiloxane
Methicone Silsesquioxane Crosspolymer
Methicone
PCA Dimethicone
Polydimethylsiloxane
Phenyl Trimethicone
Propoxytetramethyl piperidinyl dimethicone (PTMPD)
Silicone Quaternium-16 (caso especial de polímero que se une às áreas danificadas do cabelo, mas sem acumular)
Silicone Quaternium-18 (caso especial de polímero que se une às áreas danificadas do cabelo, mas sem acumular)
Silicone Quaternium-22 (caso especial de polímero que se une às áreas danificadas do cabelo, mas sem acumular)
Stearoxy Dimethicone
Stearyl Dimethicone
Simethicone
Trimethylsilylamodimethicone
Trimethylsiloxysilicate
Trisiloxane
Vinyl Dimethicone Crosspolymer
Vinyl Dimethicone

Obs.: o componente Methylchloroisothiazolinone não é um silicone apesar do sufixo "one", é um conservante.

Fonte: http://science-yhairblog.blogspot.com.br/2014/04/silicone-ingredient-solubility-list.html

Parabenos

Podem vir mencionados como methylparaben, propylparaben, ethylparaben, isobutylparaben e butylparaben, são os conservantes mais utilizados no mundo dos cosméticos e beleza.

Eu recomendo a inclusão na lista não por fazerem mal diretamente aos cabelos, mas pelos riscos associados ao câncer de mama. O seu uso se tornou questionado após alguns estudos demonstrarem que estes compostos podem interromper a função hormonal natural e aumentar os riscos de câncer de mama. Entretanto, não são exatamente proibidos para as técnicas Low / No poo, e a decisão de usar produtos com parabenos é inteiramente pessoal.

O fato é que nada foi 100% provado e não há estudos concretos comprovando este risco. Porém, da mesma forma que não temos 100% de certeza de que não fazem mal, nada diz que fazem bem. Portanto, pode ser uma boa evitá-los já que hoje em dia há tantas boas opções sem parabenos. Quem deve mesmo evitar os parabenos são as pessoas alérgicas a estes compostos.

Fonte: http://slsfree.net/paraben-free-shampoo-another-chemical-avoid/

Sal

É o famoso - e temido das progressivas - cloreto de sódio. Assim como os sulfatos, ajudam na limpeza, portanto, a sua ausência evita o ressecamento e ajuda a preservar químicas (colorações e alisamentos), tornando os shampoos sem sal opções menos agressivas.

Lista de Opções

Dito tudo, vou dar a minha lista com os shampoos e outros produtos low poo que eu já usei e aprovei.
Mas vale dizer que o importante mesmo é sempre procurar pelas informações nas embalagens e na composição. As marcas estão cada vez mais investindo em shampoos mais suaves, então é bem provável que em pouco tempo essa minha lista já esteja bem diferente :)

1) Lola

Amo que a Lola abraçou real a ideia e investe pesado nas técnicas low / no em diversos produtos. Sempre confira nas embalagens e rótulos, mas os shampoos, máscaras, finalizadores, tudo mesmo gente, costumam ser liberados.


2) Palmer's

Marca gringa, um pouco difícil de achar por aqui, mas que tem ótimas opções de Low Poos, com preços (lá fora) bem amigos. Não contém sulfatos nem parabenos.


3) Éh!

Facilmente encontrados em farmácias, com preços entre 12-15 reais, são suaves e muito cheirosos! Não contém sulfatos, parabenos nem sal.



4) Deva Curl

Usados principalmente pelas cacheadas, é dos Low Poos mais completos, não contendo sulfatos, parabenos, silicones, parafina, óleos minerais, nem lauril. São extremamente suaves e fazem bem pouca espuma. Probleminha mesmo é o preço mais salgado (o frasco de 355 ml custa ~ 70 reais).


5) Phytoervas

Marca queridíssima encontrada também em farmácias, é das mais completas em termos Low Poo e a suavidade é maravilhosa. Não contém corantes, sal, sulfatos nem parabenos.


6) Inoar

Marca que, na minha opinião, demorou para investir em shampoos mais suaves dado o seu conceito mais profissional, está agora com ótimas opções Low Poos! Não contém sal, sulfatos, silicones, corantes, parafina nem óleos minerais (mas varia, então sempre confirme nos rótulos).


7) Organix (OGX)

O próprio nome da marca (organix/orgânico) já nos dá uma ideia do que esperar dos seus shampoos. Não contém sulfatos nem parabenos, são shampoos deliciosamente suaves. Pena que o preço é mais salgado aqui no Brasil.

8) Jason

Outra marca gringa referência no assunto "cosméticos naturais", a JASON é bem famosa e usada lá fora, e o melhor de tudo, tem preços bem razoáveis. O shampoo é super completo no sentido Low Poo, não contém Parabenos, Petrolatos, Sulfatoss ou corantes.
Ele até que faz espuma e dá sim sensação de cabelo limpo, mesmo sendo todo Low.


9) Less Poo Yamasterol

Opção SUPER em conta, achei o grandão de 900ml por ~ 25 reais na Sumirê e ~ 7 reais o menor de 320 ml. E mais super ainda no sentido Low, pois não contém sulfatos, corantes, parabenos, sal ou silicones. Faz bem pouca espuma, sendo realmente muito suave.
10) Salon Line

Minha nova queridinha na questão Low Poo, porque é sempre fácil de achar, os produtos são maravilhosos e os preços ainda melhores!



Notas e considerações finais 

- Antes de começar e aderir às técnicas Low / No poo, use algum shampoo com sulfato ou antirresíduos para remover todos resíduos dos produtos não liberados que você vinha usando. Shampoos sem sulfatos (ou qualquer co-wash) não vão remover estes resíduos e você vai começar com o pé errado.

- Aderir a estas técnicas 100% exige cuidado e comprometimento. Se o seu objetivo é seguir as técnicas à risca, sem exceções, precisará alinhar todos os seus produtos à técnica que você escolheu, e substituir o que não for liberado. Shampoo sem sulfato não remove por completo petrolatos, e se você utilizar um shampoo low poo com uma máscara convencional que tenha parafina, por exemplo, estes petrolatos vão acumular e encapar os seus fios.

- Se a seu cabelo não exigir tanto, você pode aderir, como eu, de forma mais de boa. Não precisa imediatamente jogar todos os seus produtos não liberados no lixo, nem comprar tudo novo. Se você gostar muito de uma máscara que não é liberada, apenas não deixe de usar um shampoo convencional na próxima lavagem para retirar os resíduos. Fazer uma limpeza ocasional com algum shampoo com sulfato (ressecam muito apenas quando o uso é contínuo), é uma alternativa menos danosa do que permitir acúmulos de silicones/petrolatos.

- Mesmo que você ache uma infinidade de listas com produtos liberados para Low / No poo, SEMPRE confira no rótulo os componentes antes de passar a usar. As empresas mudam, as fórmulas mudam, as pessoas se enganam, enfim, sempre confirme no rótulo.

- "Ah mas se shampoos normais com sulfato são capazes limpar petrolatos, então qual o problema e porque fazer low / no poo?" Estas técnicas estão aqui para quebrar esse ciclo, eliminando tanto os sulfatos que ressecam o cabelo, como os petrolatos, que encapam o fio e não tratam de verdade.

- Eu não acredito em verdades absolutas. Se você jogar "low / no poo" na Internet, vai achar infinitas interpretações e listas de componentes liberados/proibidos diferentes. Parabenos não são proibidos para as técnicas por não fazerem mal diretamente aos cabelos, mas a marca Deva Curl, pioneira e uma das maiores representantes das técnicas Low/No poo, não utiliza parabenos. Eu recomendo evitá-los, não só por causa das técnicas, mas porque há muitos estudos que os relacionam ao câncer de mama.

Vamos todos aprender com a Deva Curl

Um comentário:

  1. Estou pesquisando sobre e não achei nada sobre o Silicone Quaternium-25. Sabe me dizer se é liberado para Low Poo? Obrigada.

    ResponderExcluir